Educação S.O.S

Depois de um relaxado Agosto, eis que chega o Setembro preenchido de afazeres para a família. ​Setembro é assim, um mês de agitação para toda a família, principalmente para as que ainda tem a tarefa apaixonante e árdua da educação.

​Em modo de sussurro, confesso-vos que na escola, já se sente a agitação nos professores e nos funcionários, embora o “toque da campainha” ainda esteja adormecido; há uma inquietação no recomeço do ano letivo, todos os anos é sempre igual…

​Na minha perspetiva, entendo esta agitação e inquietação, como sentimentos negativos que vamos transmitindo às crianças e que terão repercussões na forma como ”elas”  vivem e sentem a escola.

DEIXO-VOS TRÊS SIMPLES IDEIAS QUE PODEM AJUDAR A FAZER A DIFERENÇA:

  1.  INTERNET OFFLINE.

​Se o seu filho perceber que a uma determinada hora, TODA a família se desliga do mundo exterior, mais depressa vai conseguir distinguir a importância dos seus dois mundos. Claro que, por afazeres profissionais dos pais, pode ser difícil concretizar este objetivo; mas, ser pai ou ser mãe, significa fazer sacrifícios e ser um modelo educativo. Não podemos exigir o que não conseguimos fazer.

  1. ESTABELECER HORÁRIOS E ROTINAS

É fundamental ajustarmos o nosso relógio biológico às tarefas e horários que se avizinham. Assim deixamos o horário das férias e retomamos o horário escolar adaptando o “modo escola” à restante família, afinal todos vivem na mesma canoa.

  1. A ESCOLA É DE TODOS E PARA TODOS

Enquanto pai ou mãe, sinta segurança no local onde coloca o seu filho(a). Nem sempre temos noção da nossa transparência, mas os nossos sentimentos e emoções são tão fortes, que mesmo quando não falamos eles denunciam-nos de forma tão subtil através da comunicação não-verbal.

​Procure ter sempre uma relação de proximidade, através da marcação de reuniões ou de trocas de email. A aproximação à escola não deverá ser apenas quando há problemas. ​Se a criança sente que os pais têm relação com a restante comunidade educativa, pode sentir- se mais seguro ou com mais limites.

Dúvida, temos todos em algum momento da nossa vida. No “modo escola” não se sinta sozinho(a), a Mental Skills equipa preparada e especializada para o(a) ajudar nas tarefas difíceis da educação.

Venha colocar as suas questões e caminharemos juntos…

​ Maria José Rocha

Psicóloga da Educação

Partilhar